GOVERNO PROMOVE FÓRUM PARA DEBATER DESENVOLVIMENTO DO POLO GESSEIRO DO ARARIPE.

1º FÓRUM DE DESENVOLVIMENT.O DO POLO GESSEIRO DO ARARIPE

O Ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, enviou nesta segunda-feira (19/06) mensagem aos participantes do Fórum de Desenvolvimento do Polo Gesseiro do Araripe destacando que a aproximação do ministério com a região, maior produtora de gesso do país, é um aspecto dos mais importantes para o arranjo produtivo do estado.
“Os debates que estamos promovendo no Fórum vão permitir que tenhamos uma maior aproximação com o arranjo produtivo do estado e discutir os resultados para que se possa dinamizar ainda mais essa cadeia produtiva do gesso”, disse Fernando Coelho em sua mensagem aos participantes.
Representando o Ministério de Minas e Energia na cerimônia de abertura, o secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral, Vicente Lôbo, falou sobre a importância indústria mineral para o Brasil. “Acreditamos que é imprescindível dotar a indústria mineral brasileira, por meio de políticas públicas adequadas, de ferramentas que possibilitem a sua plena recuperação, atraindo investimentos, retomando as atividades exploratórias, reaquecendo a pesquisa e a inovação e gerando emprego e renda para a sociedade”, destacou em seu discurso.
Durante as palestras, foram apresentados estudos recentes sobre a cadeia produtiva do gesso em toda bacia do Araripe, com o objetivo de embasar as discussões para fomentar o desenvolvimento socioeconômico da região. O evento debateu também incentivos para o setor, como por exemplo, linhas de financiamento, utilização de energias alternativas, novas tecnologias para exploração e ainda soluções de infraestrutura que visam facilitar o escoamento da produção de gesso.
Segundo dados do Sindusgesso, no Polo Gesseiro do Araripe são gerados 13,9 mil empregos diretos e 69 mil indiretos, com 42 minas de gipsita, 174 indústrias de calcinação e cerca de 750 indústrias de pré-moldados, que geram um faturamento anual na ordem de R$ 1,4 bilhão por ano. A pureza do minério varia de 88% e 98%, sendo considerado de melhor qualidade no Brasil. A região do Araripe produz 84,3% do gesso consumido no país.

ANTONIO VAZ DE ABULQUERQUE CAVACANTI PRESIDENTE DO ITEP PARA FALAR SOBRE AS TECNOLOGIAS DAS ARGILAS DA REGIAO DO ARARIPE

FERNANDO PIMENTEL ENERGIAS ALTERNATIVAS PARA ARARIPE GÁS NATURAL

GEYSSON DE ALMEIDA LAGES DA CPRM PARA FALAR SOBRE OS RESULTADOS DAS ANOMALIAS DE PROSPECÇÃO GEOQUIMICA OBTIDAS NA BACIA DO ARARIPE_

HELIO REINALDO RAFAEL FILHO DA CELPE PARA FALAR SOBRE MELHORIAS PARA A COMPETITIVIDADE DO POLO GESSEIRO DO ARARIPE

JULIO CESAR DE SOUZA, PROF DOUTOR DA UFPE, PARA FALAR SOBRE A NOVA SISTEMÁTICA DE LAVRA PARA A GIPSITA DO ARARIPE.

LEANDRO MIRANDA TEIXEIRA, CHEFE DA UNIDADE LOCAL PETROLINA DO DNIT PARA FALAR SOBRE INFRAESTRUTURA DO TRANSPORTE RODOVIARIO

MARCILIO MORAIS DA SILVA – SUPERINTENDENTE DO BNB PARA FALAR SOBRE LINHAS DE FINANCIAMENTO OFERECIDAS PELO ESTADO BRASILEIRO

ROBERTO GUSMÃO DO CPRM PARA FALAR SOBRE AS IMPLICAÇÕES PROSPECTIVAS DA INTERPRETAÇÃO DE ANOMALIAS GEOFISICAS DO POLO GESSEIRO DO ARARIPE_

SILMAR FIGUEIREDO, ASSESSOR ESPECIAL DA PRESIDÊNCIA QUE REPRESENTA O LEONARDO CIRQUINHO MONTEIRO — PRESIDENTE DA AD DIPER

SILVANA DIENE SOUZA BARROS, DA CPRM PARA FALAR SOBRE A APRESENTAÇÃO DOS MAPAS DO POLO GESSEIRO DO ARARIPE PRODUZIDOS PELA CPRM

SIMEONES NERI PEREIRA DA CPRM PARA FALAR SOBRE ÁGUAS SUBTERRANEAS NA REGIÃO DE ARARIPINA_

ESTUDO TÉCNICO – Gesseiro Versão Final NENI

Assessoria de Comunicação Social

Ministério de Minas e Energia
(61) 2032-5620/5588
[email protected]
www.mme.gov.br
www.twitter.com/Minas_Energia
www.facebook.com/minaseenergia